sábado, 6 de setembro de 2008

Lar, doce lar



Oi Gente! tudo bem? quanto tempo, heim! pois é queria compartilhar com vocês um novo momento em minha vida, é que eu estou de mudança. Deixe-me explicar. Bem, depois da minha separação voltei pra casa dos meus pais, lá estava do mesmo jeito que eu deixei, parece até que o meu quartinho estava me esperando. Mas, desde então, não consegui me situar muito, é como se eu precisasse de ter meu espaço de novo, me sentia a mais em casa, na verdade me sentia uma visita na casa dos meus pais. Estranha sensação?!!!!
Quando você casa, você quer casa, mas descobri que quando se separa, também quer casa, entenderam? O fato é que quando você passa pela separação sofre uma grande perda, e o que mais precisa nesse momento é de aconchego e de uma morada pra se acolher. É muito cruel além de perder a pessoa ficar também sem a sua morada. Bem, passei esse tempo todo com muita vontade de ter o meu espaço de volta, e só agora consegui. Veja, só agora vou testar se realmente estou preparada. Acredito que tudo vem no tempo certo pois se tivesse sido antes, talvez ainda não estivesse pronta, mas agora creio que estou e isso só vou saber testando.
Demorei pra deixar tudo em ordem, mas também reformei o ambiente de que dispunha me atentando a todos os detalhes. Essa experiência está sendo muito interessante pois representa algo que vem de dentro pra fora. Nunca me meti tanto a dar uma de mestre de obra e arquiteta como agora, mas descobri que na verdade estou sendo arquiteta de mim mesma. Roupas velhas, objetos inúteis e quinquilharias ainda que guardassem várias lembranças me desfiz assim mesmo, mesmo que não tivesse outros pra substituí-los, mas o espaço estará lá reservado para a vinda de novos. Cada vez que entro naquele apartamento e arrumo alguma coisa, me coloco em ordem também , tudo que eu joguei fora me fez sentir mais limpa. Na verdade quando você arruma a casa você está se arrumando também. Quando pensei no que eu ia fazer com cada cantinho é como se eu estivesse me enchendo de carinho e de aconchego, por isso quero que o meu doce lar seja realmente o melhor lugar do mundo, pois ali representa o melhor que eu poderia dar a mim mesma.
Quero dizer a todos que estão passando por uma perda que por mais que pareça longe a felicidade acreditem que ela volta sim, pois o melhor do ser humano é a capacidade de adaptar-se e o não desacreditar que ser feliz é uma conquista diária e totalmente possível.
Bjsss a todos! e até a próxima bem mais breve rs...
Cris

8 comentários:

Grace Olsson disse...

Olha,


a casa de nossos pais nos servem para os primeiros momentos. Depois, a cabeça pede um canto apenas nosso.
A casa dos nossos pais serve apenas para nos abrigar de uma chuva, quando estamos em pleno vendaval. Depois da tempestade vem a calmaria e aí, sim, precisamos caminhar sozinho.
Eu viv a dor de duas separações e sei como é. DÓI MAS PASSA.
BOA SORTE E DIAS FELIZES
http://eueorenascerdascinzas.blogspot.com/

Dina disse...

Como eu compreendo tudo isso,consigo me rever em todas essas palavras......eu sentia me completamente "desfocada daquela cena"não conseguia me sentir em casa de maneira nenhuma o que era muito estranho pois aquele tinha sido o meu lar dureante tantos anos e agora parecia me algo completamente estranho.
Mas eu acredito que nada acontece por acaso na nossa vida e que tudo tem uma razão de existir e por isso mesmo agarrei aquela oportunidade que a vida me estava a dar para saborear novamente a proteção e o amor dos meus pais,para o meu filho ter uma maior convivência com os avós e hoje tambem já fiz uma limpeza geral nas coisas que me tinham "sobrado"ficando só com aquilo que eu realmente gostava e hoje voltei a ter o meu lar e a ser feliz!
Beijocas grandes

Dina disse...

Ah é verdade deixo aqui o link do meu novo blog,pois em tempos tive um depois desisti dele e agora fiz um novo para esta nova etapa da minha vida......beijos
http://psoquevemdepois.blogs.sapo.pt/

Anônimo disse...

Cris, amiga,
Não vejo a hora de reformar meu ap. É que eu, gente, também passai uns dias na casa de meus pais após a separação, mas fiquei bem menos tempo. Também me senti completamente um peixe fora d'água e, como meu ex é que saiu de casa, não precisei "montar" nada, estava tudo lá. Aliás, tudo ainda está lá. Móveis, objetos trazidos de cada viagem, as cartas, os imãs de geladeira, os presetes de casamento...todas as lembranças. Mudei um pouco a decoração, mas mesmo assim, de vez em quando, ainda tenho a impressão de vê-lo na mesa do escritório, ou deitado em frente a TV. Por isso, agora quem vou voltar a trabalhar resolvi fazer uma reforma...E, quem sabe assim acabo de me reformar...
Beijos, Eri

Marsyah disse...

Olá Cris! Fico feliz com a "reforma" e com a "mudança".
Eu ainda estou na casa da minha mãe, vc disse muito bem, a gente se sente como visita. Não consigo ficar a vontade, o meu apartamento só fica pronto lá pra meados do ano que vem... ai ai... ta demorando...mas vai dar tudo certo. Tenho certeza.

Feliz Vida Nova pra Você!!
Bjux, bjux!

Flavinha disse...

Cris
Vc nem tem noção do qto fiquei feliz ao ler seu post.
Eu tb tive de voltar pra casa da minha mãe e pra mim ainda é mais complicado um pouco, pq tenho meus meninos e ainda preciso dos cuidados dela.
Mas não vejo a hora de ter minha casa, minha independência... É a minha realização.
É o que sempre digo, dei 1 milhão de passos pra trás, mas a cada dia, dou mais 01 passo para minha "liberdade".
Bjs

Anônimo disse...

oi pessoal, eu sou nova aqui no blogger, mas adorei os comentários de vcs, eu infelizmente não tenho a casa dos meus pais pra voltar estou casada a 15 anos e a um ano e meio separada e vivendo na mesma casa por questões financeiras. Me sinto só até mesmo pq me apaixonei di novo, na verdade acho que o casamento acabou de vez quando isso aconteceu, mas essa relação não durou e continuo aqui numa luta diaria para reconstruir minha vida financeira e emocional e não vejo a hora de conseguir montar o meu cantinho também e poder passar um tempo comigo mesma.

Fátima disse...

Estou em uma situação complicada fui casada 34 anos tivemos um casal hoje todos casados faz 5 anos que me divorciei estou a 2 anos com uma pessoa mas não amo ainda amo meu ex meu ex agora quer voltar eu também mas meu ex marido vai conversar com nossos filhos se eles aceita que a gente volte sou contra isso! Mas concordei estou esperando ele fala com nossos filho vai depender dos filho aceitar ou não acho isso errado pq somos adultos mas mesmo assim vou esperar e quem sabe até dezembro deste ano de 2017 casamos novamente porque independente da resposta eu vou largar da pessoa que. Moro junto pq não vou viver uma vida com uma pessoa que eu não amo