quarta-feira, 26 de novembro de 2008

É a vida fluindo...


9 comentários:

Lúcia disse...

Oi!!

Tenho um desafio para ti no meu blog :)

Beijocas

Marcelo_Heringer disse...

Eu ainda não me separei... mas pelo papo que tive com ela... tudo acabou... não conseguimos nos entender, tudo é diferente... caminhos opostos... Estou com o meu coração partido... sinto a todo instante vontade de chorar, gritar, fugir. mas sei que isso não vai adiantar. E o que mais me doi é que não tenho nenhuma pessoa para desabafar... isso machuca d+... Meu Deus... se eu pudesse resolver isso... se tivesse como... mas não dá... já tentamos 4 anos e nunca dá certo.

Anônimo disse...

Eri, fico feliz demais por saber que está bem. Acompanhei seu casamento de perto, por algum tempinho, e soube da sua separação. Tenho um carinho enorme por vc e sua família! Vcs merecem toda a felicidade do mundo!!!
Às vezes não entendemos por que as coisas acontecem, mas tenho certeza que olharás para trás e perceberá que sua alegria e suas qualidades eram grandes demais praquele relacionamento... VOCÊ MERECE O MELHOR!!! Um beijo!

Lu von Borries disse...

GURIAS! Deixei um presentinho e uma brincadeira pra vcs lá no Arquivo. Beijão, Lu

Sil disse...

É a primeira visita a esse blog...
Estou separada a quase 1 ano....Peguei minhas malas e me mandei...Tive q escolher e escolhi minha felcidade...
Ele n queria...E eu dizia q seriamos mais felizes separados...Conclusão:Ele arumou uma namorada primeiro q eu,q anda estou curtindo minha solteirisse...Mas confesso q ja to carente....hehehe

Só digo uma coisa meninas e meninos..:A pior solidão é aquela a 2.

Beijos!!

Lu Olhosde Mar disse...

oba... q delicia ver a locomotiva andando e com ela o trenzinho inteiro. há vida depois da separação, é fato. beijo!

Anônimo disse...

Eu me separei há 4 meses... escutei de repente um "vou embora, não estou feliz, tô com a cabeça vazia" e se foi... perdi meu mundo fiquei um mês me questionando, chorando, sofrendo (e sofrer é triste... para quem sofre para quem esta por perto). Depois de 1 mês descobri que a "cabeça vazia" era outra (uns 12 anos mais jovem). Passou o sofrimento, sarei, tomei o rumo da minha vida... a pessoa que eu amava não existia mais... e foi bom e está sendo bom... porque a vida está acontecendo... anjos aparecendo... saío muito, danço muito, beijo muito... faço o que me der prazer...Não penso em casar, em namorar, nada disso.. quero continuar tendo uma vida de muitos "sem compromisso".

Guto Melo disse...

Ola a todos, essa e a primeira vez que entro nesse blog e de uma certa forma isso esta me ajudando pois, assim como eu, todos que estão aqui estão por um principal motivo, DESABAFAR! e não só desabafar mas ouvir também um conselho amigo e uma palavra de consolo e quero dizer ao dono do blog que ESSA IDEIA FOI MUITO BOA E FUNCIONA, mas como o meu problema ainda esta muito recente, ainda crio uma certa resistência. O meu problema não é diferente de todos aqui... engraçado, todos nos aqui temos o mesmo problema e é tudo muito difícil. Eu estava junto à 7 anos como a minha esposa, não éramos casados mas morávamos juntos à um ano mais ou menos, antes de morar mos juntos as coisas ja não eram muito boas, era muitas mentiras... desconfianças e inseguranças mas nós dois sempre fomos juntos formando um só, um ajudava o outro mesmo que as indiferenças fossem evidentes,à mais ou menos 3 meses ela recebeu uma de comparecimento para trabalhar em um grande banco aqui do meu estado mas desde o dia dessa carta eu estava sentindo que a minha vida iria mudar e mudou, tive que decidir se ia ou se fica e fui... se deixava minha família, meu porto seguro pra traz e deixei, tudo porque acreditava em nos dois mas esqueci de um detalhe... sentar e conversar com ela como seria a partir desse momento, como vai ser nos dois em outra cidade que nem conhecemos e longe dos amigos, de nossas familias... e agora? Eu vim e alojei ela na nova cidade e voltei para resolver os assuntos tipo entregar a casa, se desfazer do móveis e etc... ai voltei ainda sem conversarmos como ficaria e o pior quem nem ela também não teve coragem de sentar e conversar pra dizer quais o seus medos... suas dúvidas e o seu coração mas eu sentia que as coisas não estavam tão bem mas mesmo assim fui porque eu ainda acreditava em nos dois mas as coisas foram piorando eu acabei sufocando ela, comecei a desenvolver paranoias do trabalho dela referente a ciúmes. Resumo da ópera, agente se deixou mas não brigados mas por ela não da mais de continuar e eu to aqui me sentindo muito mal com tudo isso e achando tudo estranho afinal, passei meus ultimos 7 anos ao lado dela, eu gosto muito dela e é por isso que vim e deixei tudo para traz, meus amigos, minha familia, tudo. e o pior que não consigo ver uma luz pra nos voltar, ela ta muito resolvida com isso mas ela sabe que um precisa do outro nessa cidade e hoje ela me ligou pedindo pra que eu fosse la ajudar ela porque ela tava passando mal, e claro que eu não vou abandonar ela e disse isso pra ela e ela até me agradeceu, até depois que agente se deixou agente ate vivia em harmonia, ela procurava colo e assistiamos TV juntos e tambem saimos juntos e até parei de sufocar ela mas não porque eu quero conquista ela dnovo e sim porque eu to mudando mas mesmo assim ela não aceita a minha mudança, agora alguem pode me dizer como eu posso viver desse jeito, eu não consigo deixar de cuidar dela.

Anônimo disse...

Nao sei o q te dizer... mas estava aqui angustiada com a minha separaçao, acho q esta desatualizado o blog. Como e dificil essa fase meu Deus...